Posts tagged Educação

Divulgação acadêmica e democratização do saber na web: publicar e tornar público

Uma das grandes vantagens da internet, especialmente do que se convencionou chamar de web 2.0, é a ampla possibilidade de interagir, produzir conteúdos e compartilhar… Este é, em grande parte, o espírito da internet hoje.

Hoje é possível que conteúdos diversos possam ser compartilhados.  Isto pode ser feito de forma diversas. O crescimento de publicações acadêmicas online e a passagem de publicações impressas para o mundo online são exemplos disto.

Como discutido em post anterior, há um visível aumento na quantidade de publicações, inclusive e-books, sendo disponibilizados gratuitamente na internet para download legal.

Neste sentido, alguns pesquisadores já adotaram esta postura de, mais do que publicar um artigo em sentido editorial, empenham-se em tornar públicos e acessíveis os seus estudos e suas pesquisas. Assim, os sites de grupos de pesquisas e de professores são ferramentas que contribuem para o progresso da ciência, para a divulgação do saber, para a formação de novos pesquisadores, para a democratização do conhecimento, entre outras contribuições possíveis.

Destaco aqui os sites de grupos de pesquisa e de professores-pesquisadores por serem, muitas vezes, iniciativas pessoais ou de pequenos grupos. Em outras palavras, muitos pesquisadores buscam socializar seus trabalhos. Neste caso, em geral, os custos e os trabalhos de produção, manutenção e atualização dos sites são de responsabilidade dos próprios pesquisadores e dos grupos.

Uma vantagem desta atitude é a facilidade de encontrar trabalhos com focos específicos e temáticas mais delimitadas. Assim, um grupo que trabalhe com linguística aplicada ou educação a distância, por exemplo, pode ser tornar uma fonte valiosa de estudos, tanto para pesquisadores em formação quanto para pesquisadores experientes.

Em novos posts, indicarei alguns sites de pesquisadores e grupos de pesquisa.

Caso conheça algum site de pesquisador ou grupo de pesquisa, faça a sua sugestão.

Linguística Aplicada é nova disciplina da Especialização em Língua Portuguesa na UNIGRANRIO

A Especialização em Língua Portuguesa apresenta este ano um currículo novo, com disciplinas que valorizam estudos interdisciplinares. Duas destas novas disciplinas que merecem destaque são: Tecnologia e Informação, no núcleo interdisciplinar, e Linguística Aplicada, no núcleo específico de estudos linguísticos.

O aluno estudará entre outras coisas, a formação da linguística aplicada, sua história, seus precursos no Brasil, temáticas e metodologias de pesquisa. Assim, pretende-se preencher uma lacuna importante geralmente deixada em segundo plano nos cursos de graduação em Letras.

Algumas das disciplinas novas:

  • Linguística Aplicada
  • Tecnologias e Informação
  • Comunicação e Interação
  • Linguagens e Memória

Detalhes sobre o curso: http://unigranrio.br/pos/lato/humanas/educacao.html

Tecnologia e Informação – nova disciplina da Especialização em Língua Portuguesa na UNIGRANRIO

O uso da Tecnologia na Educação é tema de uma nova disciplina do curso de Especialização em Língua Portuguesa, ministrada pela Profa. Dra. Cleonice Puggian.

Com esta nova disciplina, os alunos terão oportunidade de estudar e refletir sobre a relação entre tecnologia e Educação, assim como aprender aspectos práticos sobre o planejamento e emprego de recursos tecnológicos, inclusive o em potencial da Web 2.0, em suas aulas.

Blogs, ambientes virtuais de aprendizagem (AVA), fóruns, chat, softwares de apresentação e autoria, web quest são alguns dos tópicos do curso.

Uma novidade que certamente enriquecerá as práticas pedadógicas dos alunos.

 

Pós-graduação lato sensu – estrutura, funcionamento, objetivos

É fácil verificar que muitas pessoas confundem os tipos e níveis de cursos e títulos de pós-gradução. Aqui apresento algumas considerações. Há dois tipos de pós-graduação: lato sensu e stricto sensu.

Neste post, apresento algumas questões tomando como base as áreas de Letras, Linguística, Educação e Ciências Humanas em geral. Nas áreas de saúde e ciências exatas, por exemplo, as questões são um pouco diferentes.

A pós-graduação lato sensu é, em geral, mais diretamente voltada para o exercício de atividades profissionais. Neste tipo de curso, o estudante busca aprofundar os seus conhecimentos em uma área, que pode ser um campo da sua graduação ou um outro campo. as formas de ingresso dependem do curso e da instituição. A duração mínima é de 360 horas de aula. Ao final, o aluno apresenta um trabalho final de curso que, na maioria das vezes, é uma monografia ou um artigo. Ao longo do curso que dura aproximadamente um ano (isto depende da carga horária e da estrutura do curso), o aluno cursa sequencialmente uma séria de disciplinas – também chamadas muitas vezes de módulos. A maioria dos cursos concentra-se nos sábados em horários entre 8:00 h e 17:00. No estilo mais comum, as disciplinas são de 36 ou 40 horas, muito frequentemente 4 sábados de aula.

Neste tipo de curso, a titulação dos professores é predominantemente de mestre e doutores. Isto, no entanto, pode ser um pouco diferente dependendo de diversos fatores, inclusive a área acadêmica do curso. Os docentes podem ser da própia instituição ou professores convidados.

As disciplinas são cursadas uma de cada vez na grande maioria dos casos. As universidades tem grande autonomia para a criação de cursos de pós-graduação lato senso. No entanto, em algumas áreas, os Conselhos de Classe têm influência na estrutura do curso.

Em Letras e Educação, os profissionais podem ter quantas especializações quiserem. As especialização oferece um maior aprofundamento em uma área mais delimitada. Um licenciado em Letras pode pretender se especializar em Linguística Aplicada ou Língua Portuguesa, por exemplo. Outra possibilidade é ampliar o campo buscando uma especialização em outra área não estudada na graduação. Um pedagogo pode querem fazer uma especialização em Linguística, já que o campo pode oferecer muitas contribuições para o seu exercício profissional, mas não costuma fazer parte do currículo de graduação.

É importante mencionar que a especialização amplia o campo de trabalho do profissional, mas na maioria dos casos não atribui habilitação profissional. Vejamos um exemplo: se licenciado em Letras cursa uma pós-graduação lato sensu em Pedagogia, ele não vira um pedagogo. Ele é um professor de línguas, com especialização em Pedagogia. Em outras palavras, a habilitação legal é, na maioria dos casos, conferida pelo curso de graduação. Isto depende entre outras coisas da regulamentação da profissão e das exigências legais.

Nas áreas das Ciências Humanas, é comum que os públicos dos cursos sejam bem amplos e interdisciplinares, principalmente das áreas chamadas de áreas próximas. Isto é normalmente apontado pelas instituições que ofecerem os cursos de pós-graduação.

A grade curricular pode variar muito. Assim, não observe apenas o título do curso de especialização, mas verifique os objetivos e as disciplinas. Dois cursos de especialização em Linguística ou Linguística Aplicada  podem ter estruturas e objetivos muito diferentes, que podem ser refletidas na grade curricular e nas formações e áreas de atuação dos docentes.

Caso deseje fazer uma especialização e tenha dúvidas, informe-se com a universidade, com o coordenador do curso e, em alguns casos, com o Conselho de Classe.

Em outro post, traterei da especialização stricto senso.

I Seminário Vozes da Linguística Aplicada – Programação

I Seminário Vozes da Linguística Aplicada

29 de março de 2012
UNIGRANRIO – Duque de Caxias

 

PROGRAMAÇÃO

 

8:30 h – 10:00 h – Lançamento do livro Dinâmicas e Jogos para aulas de Idiomas (Ed. Vozes)

Prof. Solimar Silva

10:00 – Conferência de Abertura:Por uma linguística implicada com a educação: possibilidades de pesquisa na esfera escolar

Professora Dra. Paula Tatianne Carréra Szundy (UFRJ)

11:30 – Intervalo para almoço

13:00 -Sessões de comunicação oral: Possibilidades de pesquisa em Linguística Aplicada – alunos e ex-alunos de graduação, especialização e mestrado da Unigranrio, pesquisadores e convidados externos

Sessão de Comunicações 1 – Leitura e Letramento para/em Contextos Digitais
Coordenação: Prof. Ms. Solimar Silva

Sessão de Comunicações 2 – Texto e Discurso: Abordagens e Perspectivas
Coordenação: Prof. Dr. Márcio Luiz Corrêa Vilaça
15:00 – Encerramento

Realização do Evento:

Programa de Pós-Graduação em Letras e Ciências Humanas da UNIGRANRIO

Curso de Graduação em Letras da UNIGRANRIO

Organizadores:

Márcio Luiz Corrêa Vilaça e Solimar Silva

Inscrições:

www.unigranrio.br ( no Link eventos).

 

Dinâmicas e jogos para aulas de idiomas

Lançamento: Dinâmicas e jogos para aulas de idiomas

Lançamento do livro da professora Solimar Silva

Dinâmicas e Jogos para aulas de idiomas

Editora Vozes

Dinâmicas e jogos para aulas de idiomas

Livro da Professora Solimar Silva

O Lançamento do livro acontecerá na UNIGRANRIO, no I Seminário  Vozes da Linguística Aplicada, no dia 29 de março.

Para detalhes do lançamento, clique na capa do livro acima.

Para maiores informações sobre o livro e para compra, visite o site da Editora Vozes – Clique Aqui.

 

Bibliografia para a iniciação científica e pesquisas acadêmicas

O início das aulas esté chegando e com isso muita gente precisa pensar nos trabalhos de conclusão de cursos, mais tradicionalmente chamados de monografia.

Alguns livros para quem deseja iniciar nas pesquisas científicas e acadêmicas:

 

TACHIZAWA, Takeshy e MENDES, Gildásio. Como fazer monografia na prática. 12 Edição. Rio de Janeiro, 2006.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

APPOLINÁRIO, F. Dicionário de metodologia científica: um guia para a produção do conhecimento científico. São Paulo: Atlas, 2004.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 23 Edição. São Paulo: Cortez, 2007.

CASTRO, Cláudio de Moura. A Prática da Pesquisa. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

 

Colóquio Internacional de Formação Inicial e Continuada de Professores de Línguas Estrangeiras

 I Colóquio Internacional de Formação de professores de línguas estrangeiras

Período: 16 e 17 de março de 2012

Local: UFRJ – Campus da Praia Vermelha

 

Temas:

  • Análise do discurso e práticas docentes
  • Processos de ensino/aprendizagem
  • Leitura e letramento
  • Literatura, cultura e formação docente
  • Políticas Públicas de Ensino

 

Informações: http://www.forproli.com.br/cifle/index.htm

Go to Top