Sites básicos ( baseados em HTML, CSS, Flash e Javascript) podem ter designs surpreendentes, mas perdem, em geral, em fucionalidades. Eles são geralmente chamados de sites estáticos. Algumas funcionalidades são muitas vezes acrescentadas com serviços de terceiros, tais como formulários, murais e busca. Para atualizar o site, o reponsável ou o webdesign precisa editar os arquivos html e css e, depois, enviá-los para o servidor. O webdesigner usa geralmente programas de edição de HTML para trabalhar no design. Outro programa importante é o FTP ( File Transfer Protocol), que transfere – faz o upload- dos arquivos HTML, Flash, CSS, imagen e outros para o servidor.

Muitas pessoas que gostariam de ter site se assustam com a idéia de trabalhar com os códigos em html e o css. Há duas opções comuns: escrever os códigos ( o que pode ser feito em editores de textos) e criar o design  com um editor WYSIWYG ( What You See Is What You Get – O que você vê é o que você tem) . No segundo caso,  com um editor WYSIWYG, o usuário cria o design arrastando, soltando e inserindo recursos, botões, tabelas, imagens,animações. enquanto o editor gera código. Conforme o site vai sendo desenhado, ele deve ser testado em diferentes navegadores. Em síntese, você desenha, ele escreve o código que permite que os navegadores reproduzam o seu desenho. 

Embora uma forma melhor de acessibilidade seja o design em CSS ( Cascading Styles Sheets – Folhas de estilo em cascata), sem tabelas, muitas pessoas desenvolvem site com tabelas para a organização dos conteúdos. Em posti futuro retornarei ao CSS.

Sites dinâmicos possibilitam rica interação entre o site e seus visitantes, que incluem recursos como fóruns, enquetes, blogs, acesso a áreas restritas por login e outros. O administrador do site tem maior controle sobre o site e sobre como inserir e excluir funcionalidades. Sites dinâmicos exigem linguagens dinâmicas de programação ( PHP, ASP.net, ASP, Jsp, por exemplo) e a acesso a banco de dados( MySql, por exemplo).  Torna-se, portanto, necessário programar. Mesmo um site dinâmico simples exige horas de programação e teste, o que representa necessidade de maior investimento de tempo e dinheiro. Os sites dinâmicos também podem conter animações e banners em flash, e designs bonitos e sofisticados, como os estáticos, mas estão além disso.  Com estas características, sites dinâmicos pareceme star destinado apenas a programadores, geeks, empresas e pessoas dispostas a investir muito dinheiro em seus sites. 

Sites dinânicos dependem também de design, como no caso dos estáticos. As linguagens de programação atuam principalmente na integração do site com o banco de dados.

 Na verdade, a realidade, felizmente pode ser diferente. Veremos em post futuro, no entanto, que há formas de simplificar a criação de sites dinâmicos com sistemas CMS ( Content Management System), sendo possível reduzir significativamente os custos e o tempo de desenvolvimento e atualização do site. Não pense, portanto, que um site dinânico seja algo fora do seu alcançe. Esta discussão fica para outro post. 

Aguarde.