Tecnologias: entre tendências, marketing e imposições

A área de tecnologia é muito conhecida por apontar e discutir tendências. No entanto, fica o questionamento: até que ponto algumas tendências são mesmo tendência ou disfarçam imposições. Vejamos alguns pontos questionáveis:

1) A morte do Flash – O fato do IPhone e do iPad não aceitarem Flash e o desenvolvimento do HTML 5 tem levado publicações e sites discutirem a possível morte do Flash nos próximos anos. Para quem não liga o nome à tercnologia, o Flash é a tecnologia mais empregada em animações, banners, em materiais didáticos de e-learning, tutoriais, vídeos …  Ela está presente em mais de 98% dos computadores, em smartphones Android, tablets Android, Mac OS…

2) A morte dos drives de DVD em notebooks. Hoje, com o nome de ultrabooks, muitos computadores portáteis não apresenta mais drives de CD e DVD, assim como os netbooks. Estima-se que a próxima versão do Mac Book não terão drives. Isto significa que não devemos mais escutar CD ou assistir a filmes no DVD? Tudo precisaria da internet ou de pen drives?  Muitos usuários ainda usam Cds e DVDs no computador com razoável frequência.

3) Tudo nas nuvens – a internet ainda não é tão estável, rápida e segura a ponto da “total” dependência das nuvens. Imagine precisar de arquivo e não conseguir acessá-los por causa de falta de conexão ou conexão muito lenta. Sem contar, que muitos serviços não garantem a “segurança” ou a manutenção do serviço. Semana passada, foi assunto em sites especializados que a qualidade da internet no Brasil ainda está longe de ser um produto universalizado e de grande qualidade.

Em casos como estes e outros, fica a dúvida: são tendências, marketing de marcas ou  imposições. No caso de marketing, a necessidade é criada e divulgada por empresas e publicações. Logo, não se trataria de um movimento natural, mas a propagação de idéias que tendem a refletir interesses, filosofia e ideais de um grupo.

Há outras tendências ou imposições que discutirei em outros posts.