Arquivo da categoria: Linguística Aplicada

I Seminário Vozes da Linguística Aplicada na UNIGRANRIO aconteceu hoje

Márcio Vilaça, Paula Szundy e Solimar Silva
Eu, Paula Szundy e Solimar Silva no Vozes da Linguística Aplicada

O I Seminário Vozes da Linguística Aplicada aconteceu hoje na UNIGRANRIO em Duque de Caxias. O evento foi realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Letras e Ciências Humanas pelo o curso de Graduação em Letras da UNIGRANRIO.

A professora Solimar Silva lançou o livro Dinâmicas e Jogos para Aulas de Idiomas, publicado pela Editora Vozes. A autora falou da importância de uma aprendizagem significativa e prazerosa. Na sua pequena palestra, Solimar falou sobre métodos de linguas estrangeiras e das dificuldades encontradas na aprendizagem de língua inglesa. Em seguida, a autora autografou livros e tirou fotos com os participantes do seminário.

A Professora Paula Tatianne Carréra Szundy, professora do Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, em sua palestra, falou da história da linguística aplicada, sua abrangência e enfatizou a relação entre a Linguística Aplicada.

A pesquisadora também falou um pouco sobre a atuação da ALAB – Associação de Linguística Aplicada do Brasil, sua representatividade e papéis. A professora relatou que a ALAB tem hoje mais de 1500 associados, sendo a maioria destes professores de universidades públicas e privadas e alunos de Programas de Pós-Graduação Stricto Senso. Ainda segundo a Professora Paula Szundy, a ALAB é a segunda maior associação de linguístas aplicados no mundo, considerando o número de associados, o que ajuda a demonstrar a importância da Linguística Aplicada no Brasil. Além de discussões teóricas, a palestrante demonstrou dois vídeos, um sobre o último Congresso Brasileiro de Linguística Aplicada e outro sobre projeto de pesquisa.

Paula Szundy, que foi presidente da ALAB na última gestão (2009-2011), abordou também o livro Linguística Aplicada e Sociedade: ensino e aprendizagem de línguas no contexto brasileiro, organizado por Paula Tatianne Carréra Szundy, Júlio César Araújo, Christine Siqueira Nicolaides e Kleber Aparecido da Silva,  publicado no ano passado pela Editora Pontes. A pesquisadora, após a palestra, autografou exemplares do livro, que despertou muito interesse em alunos e professores.

No turno da tarde, sessões de comunicações foram realizadas. As principais temáticas abordadas foram livros didáticos, ensino de língua portuguesa e emprego de tecnologias de informação e comunicação no ensino de línguas.

O Seminário foi muito produtivo e agradável e já deixou o desejo de uma próxima edição, maior e com participantes de diferentes instituições, possibilitando que as Vozes da Linguística Aplicada.

 

I Seminário Vozes da Linguística Aplicada – Programação

I Seminário Vozes da Linguística Aplicada

29 de março de 2012
UNIGRANRIO – Duque de Caxias

 

PROGRAMAÇÃO

 

8:30 h – 10:00 h – Lançamento do livro Dinâmicas e Jogos para aulas de Idiomas (Ed. Vozes)

Prof. Solimar Silva

10:00 – Conferência de Abertura:Por uma linguística implicada com a educação: possibilidades de pesquisa na esfera escolar

Professora Dra. Paula Tatianne Carréra Szundy (UFRJ)

11:30 – Intervalo para almoço

13:00 -Sessões de comunicação oral: Possibilidades de pesquisa em Linguística Aplicada – alunos e ex-alunos de graduação, especialização e mestrado da Unigranrio, pesquisadores e convidados externos

Sessão de Comunicações 1 – Leitura e Letramento para/em Contextos Digitais
Coordenação: Prof. Ms. Solimar Silva

Sessão de Comunicações 2 – Texto e Discurso: Abordagens e Perspectivas
Coordenação: Prof. Dr. Márcio Luiz Corrêa Vilaça
15:00 – Encerramento

Realização do Evento:

Programa de Pós-Graduação em Letras e Ciências Humanas da UNIGRANRIO

Curso de Graduação em Letras da UNIGRANRIO

Organizadores:

Márcio Luiz Corrêa Vilaça e Solimar Silva

Inscrições:

www.unigranrio.br ( no Link eventos).

 

Colóquio Internacional de Formação Inicial e Continuada de Professores de Línguas Estrangeiras

 I Colóquio Internacional de Formação de professores de línguas estrangeiras

Período: 16 e 17 de março de 2012

Local: UFRJ – Campus da Praia Vermelha

 

Temas:

  • Análise do discurso e práticas docentes
  • Processos de ensino/aprendizagem
  • Leitura e letramento
  • Literatura, cultura e formação docente
  • Políticas Públicas de Ensino

 

Informações: http://www.forproli.com.br/cifle/index.htm

XVI Congresso Nacional de Linguística e Filologia

XVI Congresso Nacional de Linguística e Filologia

27 e 31 de agosto

Local: UERJ Maracanã

Temas:

  • Análise do discurso, linguística textual e pragmática
  • Diacronia e história linguística e filológica
  • Ecdótica, crítica textual e crítica genética
  • Ensino de língua e literatura
  • Estilística e língua literária
  • Fonética, fonologia e ortografia
  • História da literatura e crítica literária
  • Leitura e interpretação de textos antigos e modernos
  • Lexicografia, lexicologia, semântica e terminologia
  • Línguas clássicas e textos clássicos
  • Línguas estrangeiras e tradução
  • Política linguística e ensino
  • Qualquer tema relacionado a Leodegário A. de Azevedo Filho ou sua obra.
  • Redação ou produção textual
  • Sociolinguística, dialetologia e geografia linguística

 

Informações Detalhadas: www.filologia.org.br

 

 

IV Congresso Latino-Americano de Formação de Professores de Línguas – IV CLAFPL

IV Congresso Latino-Americano de Formação de Professores de LínguasIV CLAFPL

Local: Universidade de Brasília

Período: 05 a 07 de novembro de 2012

Tema: Fortalecendo Redes Colaborativas de Pesquisas em Linguística Aplicada e Formação de Professores de Línguas

Temáticas dos trabalhos:

1. Letramentos e formação de professores de línguas
2. Identidades de professores de línguas
3. Políticas linguísticas e sua interface com a formação de professores de línguas
4. Educação linguística do professor de línguas
5. Questões curriculares das licenciaturas em Letras
6. Tecnologias digitais /EAD na formação do professor de línguas
7. Parcerias universidade-escola na formação do professor de línguas
8. Avaliação educacional e formação de professores de línguas
9. Questões de ética, cidadania e inclusão na formação docente
10. Cognições e emoções de professores de línguas

Prazo para propostas: 20 de abril

O site ainda não foi informado pelos organizadores.

Detalhes no site da ALAB (Associação de Linguística Aplicada do Brasil)

http://www.alab.org.br/pt/noticias/evento/112-iv-congresso-latino-americano-de-formacao-de-professores-de-linguas

E-book gratuito sobre ensino leitura na era digital

O site do grupo de pesquisa Lingnet – www.lingnet.pro.br – está oferecendo mais um e-book gratuito para download:

Ensino de Leitura: fundamentos, práticas e reflexões para professores da era digital

O livro é organizado por Kátia Tavares do Amaral, Silvia Becher e Cláudio Franco.

Para baixar o livro, basta fazer um breve cadastro na livraria virtual do Lingnet.

http://www.lingnet.pro.br

Não perca tempo !

Boa leitura !

 

Ética em pesquisa em linguística aplicada – Artigo da Celani – Indicação de estudo

Ética é uma palavra bastante comum atualmente na mídia. O seu significado, no entanto, é bastante polissêmico e, por vezes, confuso.

Indico uma sugestão de leitura sobre ética em pesquisa:

CELANI, M. A. A. Questões de ética na pesquisa em Lingüística Aplicada. Linguagem & Ensino, Vol. 8, No. 1, 2005 (101-122)

No artigo, a ilustre pesquisadora, aborda, em linguagem clara, questões importantes sobre ética em pesquisa, sendo de interesse de pesquisadores de diversas áreas, não apenas em linguística aplicada.

 

Motivação e aprendizagem de lingua estrangeira

Sem dúvidas, um fator que tem influência direta na aprendizagem de uma língua estrangeira é a motivação. Por vezes, ela vira a desculpa para dificuldades, abandono de curso, desempenho irregular…

A literatura em linguística aplicada, no campo de ensino de línguas estrangeiras, costuma discutir alguns tipos de motivação.

a) Motivação intrínseca – motivação interna, pessoal de um estudante para querer aprender a língua.

b) Motivação extrínseca – motivação externa, contextual, gerada por elemento contextual

c) motivação integrativa(ou integradora) – ocasionada pelo desejo ou necessidade do estudante de interagir ou conviver com falantes da língua – muitas vezes ela acompanha uma atitude positiva em relação ao povo e à cultura daquela língua

d) motivação instrumental – relacionada à necessidade da língua-alvo como instrumento para  a obtenção de um fim comunicativo ou para a realização de tarefas. Compreende-se que a língua é uma ferramenta necessária.

e) motivação resultante (resultative motivation) – decorrente do sucesso na aprendizagem. Um resultado positivo em termos comunicativos ou de avaliação formal (uma nota boa) pode ampliar a motivação do aluno para a aprendizagem daquela língua.